Artigos

Vacinação para a prevenção de meningite em pessoas com implantes cocleares

Um estudo recente realizado na América do Norte pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) e pelo Food and Drug Administration (FDA) comprovou que crianças com implantes cocleares apresentam uma maior chance de adquirir meningite bacteriana, principalmente a causada pelo Streptococcus pneumoniae (pneumococo).

Foi ainda observado que algumas crianças candidatas à cirurgia já podem ter fatores que aumentam o risco de meningite, mesmo antes de receberem o implante.

A partir deste estudo, o CDC passou a recomendar a vacinação contra o pneumococo para todas as pessoas com implantes cocleares, de acordo com as recomendações que se aplicam às pessoas com risco aumentado.

Recomendações do CDC para pessoas a partir de 2 anos de idade com implantes cocleares:

Aquelas que completaram a imunização com a vacina anti-pneumocócica conjugada devem receber uma dose da vacina anti- pneumocócica polissacarídica
 

23-valente. Caso tenham acabado de receber a vacina conjugada, devem aguardar pelo menos 2 meses antes de receber a vacina polissacarídica.

Aquelas entre 24 e 59 meses de idade que nunca foram imunizadas contra o pneumococo, devem receber 2 doses da vacina anti-pneumocócica conjugada (intervalo mínimo de 2 meses entre as doses) e logo após 1 dose da vacina anti-pneumocócica polissacarídica (pelo menos 2 meses após a última dose da anti-pneumocócica conjugada).
Pessoas a partir de 5 anos de idade devem receber uma dose da vacina anti-pneumocócica polissacarídica.
Para se obter uma maior proteção durante e após a cirurgia, os candidatos a implantes cocleares devem se certificar até 2 semanas antes da cirurgia que tenham tomado a vacina anti-pneumocócica e, caso tenham idade inferior a 5 anos, que tenham tomado também a vacina anti-Haemophilus b. A vacina anti-meningocócica normalmente não é necessária, nem antes nem após a cirurgia.

A vacinação deve ser feita também por aqueles com história passada de meningite pneumocócica, já que a doença não confere uma proteção adequada contra se adquirir este tipo de meningite novamente.

Fonte: – “Use of Vaccines for the Prevention of Meningites in Persons with Cochlear Implants”, Fact Sheet July 30, 2003, National Immunization Program, CDC.