HEP B

HEPATITE B



1 – O que é a Hepatite B

A hepatite B é uma infecção viral séria que afeta o fígado.


2 – O que acontece com as pessoas que se contaminam com o vírus da hepatite B?

No estágio agudo da doença a hepatite B pode se comportar como uma doença leve que evolui para a cura e não é diagnosticada ou pode causar perda de apetite, cansaço, dor nos músculos, dor abdominal, diarreia, vômito e icterícia.

A doença aguda com sintomas é mais comum entre os adultos. As crianças que são infectadas normalmente não têm sintomas. Em boa parte dos casos, principalmente nas crianças, é comum a evolução para doença crônica e a pessoa passa a ser portadora do vírus com capacidade de transmiti-lo, mesmo não aparentando doença. A longo prazo, nos casos de infecção crônica, a Hepatite B pode causar cirrose hepática, câncer de fígado e morte.


3 – Como se transmite?

O vírus da hepatite B é facilmente passado pelo contato com o sangue ou com outros fluidos corporais de uma pessoa infectada. As pessoas também podem pegar a infecção pelo contato com um objeto contaminado, no qual o vírus pode viver por até sete dias.

·   Um bebê cuja mãe está infectada com o vírus pode pegar a infecção durante o parto.

·   Crianças, adolescentes e adultos podem pegar a infecção por contato com sangue ou com fluidos corporais por meio de lesões na pele, como mordidas, cortes ou feridas;

·   Ou por contato com objetos que tenham sangue ou fluidos corporais neles, como escovas de dente, giletes ou dispositivos de monitoramento e de tratamento de diabetes.

·    Ter relações sexuais sem proteção com uma pessoa infectada;

·    Compartilhar agulhas ao usar drogas.

·   Acidente com material pérfuro-cortante (agulhas de injeção, bisturis, etc.). Ocorre mais em profissionais de saúde e pessoal que trabalha em limpeza.


4 – Por que tomar a vacina?

A vacina da hepatite B pode prevenir a infecção pelo vírus da hepatite B e as consequências sérias causadas por este vírus como cirrose e câncer do fígado.

A vacina da hepatite B pode ser aplicada isoladamente ou em vacinas combinadas como as vacinas pentavalente e a hexavalente.

A vacinação de rotina da hepatite B foi recomendada a partir de 1982 para algumas faixas etárias de crianças e adultos e a partir de 1991 passou a ser recomendada para todas as crianças, adolescentes e adultos.

A vacinação oferece uma proteção longa contra a infecção por hepatite B, possivelmente durante toda a vida.


5 – Quem deve ser vacinado e quando?

Crianças

• Os bebês normalmente recebem três doses da vacina de hepatite B:

1a dose: nas primeiras 12 a 24 horas de vida.

2a dose: com um mês de idade.

3a dose: com seis meses de idade.

Adolescentes e Adultos

Esquema: Três doses, sendo que a segunda dose deve ser aplicada 1 mês após a primeira e a terceira dose deve ser aplicada 6 meses após a primeira dose.

• Todos os adultos não vacinados com risco de contrair a infecção por hepatite B deverão ser vacinados. Atenção maior para:

– parceiros sexuais de pessoas infectadas com a hepatite B;

– homens que têm relações sexuais com outros homens;

– pessoas que usam drogas injetáveis;

– pessoas com mais de um parceiro sexual;

– pessoas com doença crônica do fígado ou do rim;

– pessoas com mais de 60 anos de idade com diabetes;

– pessoas com empregos que os expõem a sangue ou a fluidos corporais humanos;

– familiares próximos a pessoas infectadas com a hepatite B;

– residentes e equipes de instituições que cuidam de pessoas com deficiências;

– pacientes em diálise;

– pessoas com infecção por HIV.

– Mulheres grávidas com risco por alguns dos motivos acima mencionados deverão ser vacinadas. Outras mulheres grávidas que desejarem se proteger podem receber a vacina.

– Qualquer outra pessoa que quiser se proteger contra infecção por hepatite B pode ser vacinada.


6 – Quem não deve tomar a vacina?

• Qualquer pessoa que tiver tido uma reação alérgica grave a uma dose anterior da vacina da hepatite B não deverá tomar outra dose.

• Qualquer pessoa que estiver moderada ou gravemente doente deverá esperar até se recuperar para receber a vacina.


7- Quais são os riscos?

A vacina da hepatite B é muito segura. A maioria das pessoas não tem qualquer problema com ela.

A vacina não contém material infeccioso e não pode causar a infecção por hepatite B.

Alguns problemas leves foram informados:

– Dor e inchaço no local da aplicação (1 entre 4 pessoas).

– Temperatura de 37°C ou mais (1 entre 15 pessoas).

Problemas graves são extremamente raros. Acredita-se que reações alérgicas graves ocorram em uma dentre 1,1 milhão de doses.

Mais de 100 milhões de pessoas apenas nos Estados Unidos foram vacinadas com a vacina contra a hepatite B sem ocorrer problemas graves.


8 – E se houver uma reação grave?

A que devo ficar atento(a)?

Qualquer coisa preocupante, como sinais de uma reação alérgica grave, febre muito alta ou mudanças de comportamento.

Sinais de uma reação alérgica grave podem incluir pápulas em forma de colmeia pelo corpo (urticária generalizada), inchaço de olhos e lábios (edema de Quinck), dificuldade para respirar (edema de glote), palidez intensa, batimentos cardíacos acelerados, tontura e fraqueza (choque anafilático). Esses sintomas se apresentariam alguns minutos ou algumas horas depois da aplicação da vacina.


O que eu devo fazer?

Se achar que os sintomas indicam uma reação alérgica grave ou outra emergência que não pode esperar dirija-se ao hospital mais próximo e comunique ao seu médico.