Prophylaxis – Clínica de Vacinação

O ESTRESSE E COMO LIDAR COM A QUARENTENA

O ESTRESSE E COMO LIDAR COM A QUARENTENA

O surto da COVID-19 pode ser muito estressante para as pessoas. O medo e a ansiedade a respeito da doença podem ser muito opressivos e ocasionar sentimentos intensos em adultos e crianças. Aprender a lidar com o estresse fará você, as pessoas com que você se preocupa e a sua comunidade mais fortes.

Cada um reage de uma maneira diferente a situações estressantes. Como você responde a uma epidemia pode depender de muitos fatores: seu histórico pessoal, suas vivências e o histórico e a situação da comunidade em que você vive.

Grupos que podem responder mais intensamente ao estresse causado por uma crise incluem:

  • Pessoas com mais idade e pessoas portadoras de doenças crônicas mais suscetíveis aos riscos da COVID-19;
  • Crianças e adolescentes;
  • Pessoas que ajudam no combate e tratamento do COVID-19, como médicos e outros profissionais de saúde;
  • Pessoas que tenham transtornos mentais, incluindo aí problemas acerca da dependência química.

Manifestações de estresse durante o surto de uma doença infecciosa podem incluir:

  • Medo e preocupação pela sua saúde e pela saúde daqueles que você ama;
  • Mudanças no padrão de sono e de alimentação;
  • Dificuldade em dormir ou se concentrar;
  • Piora em problemas crônicos de saúde;
  • Aumento no consumo de álcool, tabaco ou outras drogas.

Pessoas com transtornos mentais preexistentes devem continuar com seu tratamento e prestar atenção a sintomas novos ou na piora deles. Caso alguma mudança seja percebida, é o caso de se entrar em contato com um profissional de saúde.

Cuidar de você mesmo, dos seus amigos e da sua família pode ajudá-lo a lidar com o estresse. Ajudar os outros a lidar com o estresse também pode fazer a sua comunidade mais forte.

Coisas que você pode fazer para ajudar a si mesmo:

  • Dar um intervalo no acompanhamento das últimas informações sobre a pandemia, seja assistindo, lendo, escrevendo ou ouvindo notícias, incluindo das redes sociais.
  • Ouvir sobre a pandemia repetidamente pode ser perturbador.
  • Cuide do seu corpo. Respire fundo, se alongue ou medite. Tente comer saudavelmente, faça refeições bem balanceadas, se exercite regurlarmente, durma bastante e evite álcool e drogas.
  • Tire tempo para descontrair. Tente fazer outras atividades que você gosta.
  • Conecte-se com os outros. Fale com pessoas em que você confia sobre suas preocupações e sobre como você se sente.

Entre em contato com um profissional caso o estresse esteja atrapalhando suas atividades diárias por diversos dias seguidos.

Reduza o seu estresse e o dos outros

Compartilhar os fatos sobre a COVID-19 e entender o verdadeiro risco para você e para as pessoas com que você se preocupa pode fazer o surto menos estressante.
Quando você compartilha informações precisas sobre a COVID-19, você pode fazer com que as pessoas se sintam menos estressadas e se conectem com você.

Aprenda mais sobre como cuidar da sua saúde emocional

Para pais, crianças e adolescentes reagem, em parte, ao que eles veem nos adultos ao seu redor. Quando os pais e cuidadores lidam com a COVID-19 com calma e confiança, eles proveem o melhor apoio para seus filhos. Os pais são aqueles que podem tranquilizar mais seus filhos, especialmente se estiverem melhor preparados.

Nem todas as crianças e adolescentes respondem da mesma maneira ao estresse. Algumas mudanças comuns para se prestar atenção incluem:

  • Choro excessivo ou irritação em crianças mais novas;
  • Comportamentos já superados que podem retornar (por exemplo, acidentes na hora de ir ao banheiro ou urina na cama);
  • Preocupação excessiva ou tristeza;
  • Hábitos alimentares ou de dormir não saudáveis;
  • Irritação e comportamento exagerado em adolescentes;
  • Performance mais fraca na escola ou mesmo esquivamento das aulas;
  • Dificuldade em manter atenção e concentração;
  • Evasão de atividades que davam prazer no passado;
  • Dor de cabeça ou no corpo sem explicação;
  • Consumo de álcool, tabaco ou outras drogas.

Existem muitas coisas que você pode fazer para ajudar seus filhos:

  • Tire um tempo para falar com seus filhos sobre o surto da COVID-19. Responda perguntas e compartilhe fatos sobre a COVID-19 de uma maneira que seus filhos entendam.
  • Reafirme a seus filhos que eles estão seguros. Faça eles saberem que está tudo bem caso eles se sintam chateados.
  • Compartilhe com eles como você lida com seu próprio estresse para que eles mesmos aprendam a como fazer o mesmo.
  • Limite a exposição da sua família às notícias sobre a pandemia, incluindo as redes sociais. Crianças podem interpretar de maneira errada o que elas escutam e podem se sentir assustadas com algo que elas não entendem.
  • Tente manter rotinas regulares. Se as escolas estão fechadas, crie um cronograma para as atividades de aprendizado e para as atividades de relaxamento e diversão.
  • Seja você mesmo um modelo. Faça intervalos, durma bastante, se exercite e coma bem. Conecte-se com seus amigos e com a sua família.

Fonte: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/daily-life-coping/managing-stress-anxiety.html

admin