Prophylaxis – Clínica de Vacinação

Pneumocócica

Doença

É a doença causada pela bactéria Streptococcus pneumoniae (pneumococo), normalmente transmitida de pessoa a pessoa através da via respiratória. O pneumococo possui várias “cepas” que podem causar diferentes doenças como otite, pneumonia e meningite. A idade é o principal fator de risco para a doença pneumocócica, onde crianças abaixo de 5 anos e adultos a partir de 65 anos são mais susceptíveis. Pessoas com certas condições clínicas e fumantes também são considerados grupos de risco.

QUEM E QUANDO DEVE SER VACINADO

“Toda criança entre 2 meses e 5 anos de idade e adulto a partir dos 65 anos de idade deve ser vacinado contra o pneumococo.”

Existem 2 tipos de vacina anti-pneumocócicas:
Vacina anti-pneumocócia conjugada (10 ou 13-valente).
Vacina anti-pneumocócica polissacarídica 23-valente.Esquema de vacinação:
• Crianças a partir dos 2 meses de idade: devem receber 3 doses da vacina
anti-pneumocócica conjugada (10 ou 13 valente) a partir dos 2 meses de idade
(aos 2, 4 e 6 meses) e uma dose de reforço da vacina entre 12-15 meses de
idade.

OBS:
• As vacinas anti-pneumocócicas conjugadas (10 e 13 valente) não devem ser usadas de forma
intercambiável em um esquema vacinal.

• Adultos a partir 65 anos: devem receber os 2 tipos de vacinas.

• Iniciar de preferência com uma dose da vacina anti-pneumocócica conjugada (10
ou 13-valente) e 1 ano após fazer uma dose da vacina polissacarídica 23-valente.

• Vacinação de crianças acima de 5 anos e adultos abaixo 65 anos: é indicada
somente para pessoas com certas condições clínicas (Ex: Anemia falciforme;
imunodeficiência congênita ou adquirida; implante coclear; doença pulmonar,
cardíaca, hepática ou renal crônica; alcoolismos etc). Nestes casos, os 2 tipos
de vacina são indicados.

QUEM NÃO DEVE SER VACINADO

• Pessoas com doenças infecciosas em fase aguda ou com febre.
• Pessoas com história de reação grave (incluindo alérgica) a uma dose anterior da vacina ou a algum de seus componentes (vide bula).
• Gestantes (considerar a possibilidade nos grupos de risco; um médico deve ser consultado).