Prophylaxis – Clínica de Vacinação

ROTAVÍRUS

Doença

Gatroenterite infecciosa que atinge principalmente bebês e crianças pequenas, provocando diarreia intensa e vômitos que podem levar à desidratação, sendo um dos principais motivos de hospitalização nos primeiros anos de vida.

QUEM E QUANDO DEVE SER VACINADO

A vacina é indicada para todas as crianças a partir de 2 meses de idade até 5 ou 6 meses de idade (dependendo do fabricante).

Existem 2 tipos de vacinas contra o rotavírus:
Vacina monovalente (contra 1 cepa do vírus): autorizada para uso de 6 – 24 semanas de vida
• Vacina pentavalente (contra 5 cepas do vírus): autorizada para uso das 6 – 32 semanas de vida

Esquema de vacinação:

• Crianças a partir de 2 meses de idade: devem receber 3 doses da vacina pentavalente (2, 4 e 6 meses de idade) ou 2 doses da vacina monovalente (2 e 4 meses de idade).
Como existe um limite rígido de idade máxima que a criança pode receber estas vacinas (vacina pentavalente = 32 semanas de vida / vacina monovalente = 24 semanas de vida) é mandatório que não haja atraso no esquema vacinal.

QUEM NÃO DEVE SER VACINADO

• Crianças com doenças infecciosas em fase aguda ou com febre.
• Crianças com história de reação grave (incluindo reação alérgica) a uma dose anterior da vacina ou a algum de seus componentes (vide bula).
• Crianças com história de doença gastrointestinal crônica.
• Crianças com deciência do sistema imunológico, incluindo portadores do vírus HIV.
• Crianças acima de 32 semanas de vida (no caso da vacina pentavalente) e 24 semanas de vida (no caso da vacina monovalente).
• Crianças que receberam transfusão de sangue (ou plasma ou imunoglobulina) a menos de 3 meses.